Proposta do blog

A linha editorial do blogue toma um novo rumo, mais amplo e plural. Agora, a ideia é aumentar o pool de reflexões e práticas sociais que possam beneficiar o posicionamento feminino em todas as esferas. 

Existem preconceitos alimentados ao longo do tempo que afetam algumas identidades femininas. Não apenas na área profissional ou na vida pública, mulheres enfrentam desafios no convívio social apenas pelo fato de serem mulheres. Essas atitudes estão relacionadas à inclinações e crenças, portanto, estão atrelados ao nível subjetivo do ser humano e só podem ser alteradas com o tempo e apoio de práticas sociais conscientes.

À título de ilustração, uma pessoa pode se declarar não-machista, mas ao dividir ou delegar algumas tarefas para elas, esta apresenta certa resistência. Mulheres, por sua vez, precisam reafirmar seu potencial e capacidade a todo momento, e mesmo assim são discriminadas, seja abertamente ou de maneira sutil, seja no trabalho ou em um mero hobby considerado "apenas para meninos" - como os games, assunto até então abordado na página.

Em prol da construção de um ambiente agradável, promovemos a ideia de nos policiar a todo momento. Parece inofensivo dizer que uma mulher gamer só pode ser healer ou uma mulher representante política só pode tratar de pautas relacionadas a esfera doméstica, mas esses comentários ajudam a reforçar os estereótipos correntes.

Seremos ou já somos mães e devemos preparar da melhor maneira possível o ambiente que nossos filhos frequentam agora e no futuro. Dissemine o respeito, promova a delicadeza ao tratar com estranhos! Afinal, ninguém sabe os dragões que cada um deve matar todos os dias.